30/06

Eliziane Gama foi a única senadora maranhense a assinar o pedido da CPI do MEC

Dos três senadores do Maranhão, apenas Eliziane Gama (Cidadania) assina o pedido para abertura de uma CPI para investigar suspeitas de tráfico de influência e existência de um balcão de negócios para a distribuição de recursos públicos do MEC (Ministério da Educação).

Ela também foi a única representante do estado a integrar a CPI da Covid. Embora filiado ao PDT, partido de oposição ao governo de Jair Bolsonaro (PL), o senador Weverton Rocha recuou da intenção de apoio no ultimo fim de semana, até o momento sem justificar o motivo.

Já Roberto Rocha (PTB) é bolsonarista. Ambos são pré-candidatos ao Palácio dos Leões nas eleições deste ano.

Capitaneada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é coordenador da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a presidente nas eleições deste ano, a CPI do MEC é vista como um fator de desgaste potencial para Bolsonaro, com forte influência nos rumos da eleição presidencial.

A pressão pela instalação da CPI surgiu após a divulgação de denúncias de existência de um balcão de negócios para distribuição de recursos para a educação, esquema que envolveria lideranças partidárias, pastores e liberação de emendas.

Um desses pastores, Gilmar Santos, é próximo de Weverton Rocha, com quem esteve em evento em março, em São Luís.

O escândalo derrubou o ministro da Educação Milton Ribeiro, também no mês passado.

Texto extraído do Blog Atual 7

(Visitado 36 vezes, 1 visitas hoje)
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também :

Nossas Redes Sociais:

Cadastre-se

Receba nossas notícias direto do seu celular
Entre em contato